Espelho.


Como um a espelho aprendi a refletir a sua imagem:
-Sou único, perfeitamente errado e despreocupado com os acasos.
Verdadeiramente apaixonado pela vida e desdenho simpatia.
Pequenos olhos e grande coração. Um ser amável por todos.
Sorrisos espontâneos e face angelical.
Meus pés são pequenos e os braços fortes.
Fui buscar primavera no fim do outono
Até nas nuvens os pássaros que fiz puderam voar.
Foi sem você que eu me perdi e com você que me encontrei.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mente cinzenta: O mal entre instintos e consciência.

O infinito corredor

A melhor parte de mim.